WILLIAM WAACK

William Waack tem 34 anos de jornalismo, 20 dos quais como correspondente internacional (principalmente na Alemanha, Grã Bretanha, Rússia e Oriente Médio), o que o credencia a discorrer sobre diversos temas. Apresentou o “Jornal da Globo” até 2017, da TV Globo, e, pela mesma empresa, também foi colunista do G1 e repórter-especial.

Publicou quatro livros, e venceu duas vezes o principal prêmio brasileiro de jornalismo – o Esso – pela cobertura da Guerra do Golfo (1991) e pelas revelações sobre os arquivos secretos de Moscou (1993).

Em suas palestras, William Waack aborda temas como economia, política e a inserção do Brasil no mundo.